O Tesla Model S é um dos carros elétricos mais conhecidos e desejados do mundo todo. Este modelo é a combinação perfeita de tecnologia, design e sustentabilidade. Mas, quando se trata de segurança, como o Tesla se sai em testes de colisão?

A resposta é: muito bem! O Tesla Model S passou por extensos testes de colisão realizados pela National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), organização governamental americana responsável por avaliar a segurança dos veículos. O resultado desses testes foi um índice de segurança altíssimo, recebendo a classificação máxima de 5 estrelas da NHTSA.

Mas como o Tesla alcançou esse sucesso em segurança? A resposta está na tecnologia avançada do carro elétrico. O Tesla Model S é equipado com uma série de recursos de segurança que visam proteger os ocupantes do veículo, bem como outros motoristas e pedestres nas ruas e estradas.

Entre esses recursos de segurança estão:

- Células de sobrevivência: o Tesla Model S possui uma célula de sobrevivência única que é projetada para absorver e dissipar a energia de uma colisão, mantendo os ocupantes o mais seguros possível.

- Airbags: o Tesla Model S tem múltiplos airbags que são projetados para ativar de forma coordenada em uma colisão para proteger os motoristas e passageiros.

- Ponto de equilíbrio baixo: a bateria de íons de lítio do Tesla Model S é colocada no ponto mais baixo possível do veículo, o que ajuda no equilíbrio e direção do carro, tornando-o mais estável em caso de colisão.

- Assistência ao motorista: o Tesla Model S vem com uma série de recursos de assistência ao motorista que aumentam a segurança na estrada. Entre eles estão o controle automático de cruzeiro, alerta de saída de faixa, frenagem automática de emergência e sensor de colisão traseira.

A tecnologia automotiva do Tesla Model S é, portanto, um grande diferencial quando se trata de segurança. Mas a fabricante do carro elétrico não parou por aí. Ela continua investindo pesado em tecnologia e inovação para manter seus carros ainda mais seguros nas estradas.

Entre os recentes avanços da Tesla em segurança estão:

- Sentry Mode: este recurso permite que o carro monitore as proximidades do veículo enquanto estacionado, alertando o motorista em caso de atividades suspeitas. Além disso, a câmera do carro pode gravar as atividades ao redor do veículo, auxiliando na identificação de culpados em casos de vandalismo.

- Autopilot: este recurso de assistência ao motorista permite que o carro dirija sozinho em determinadas situações na estrada, como em vias expressas. O Tesla Model S também possui uma câmera superior que permite leitura de placas de trânsito e identificação de objetos no caminho.

- FSD: o full self-driving é o grande desafio da Tesla em segurança automotiva. Este recurso permitirá que os carros elétricos da Tesla possam, em breve, dirigir completamente sozinhos, sem nenhum tipo de intervenção humana.

O teste de colisão do Tesla Model S comprova que a segurança é uma prioridade na tecnologia automotiva do carro elétrico mais famoso do mundo. Com uma série de recursos de segurança, a Tesla continua a investir pesado em inovação para garantir que seus carros sejam cada vez mais seguros nas estradas.